Parahy Baja

Parahy Baja  – Projeto de Desenvolvimento Automotivo

baja 2013

2. Parahy Baja – Projetos de Engenharia Automotiva visando o Desenvolvimento e Construção do Baja
Coordenador Atual: Wanderley Ferreira de Amorim Junior, Dr.
Localizado no Primeiro Andar do Bloco BL “Oficina Mecânica”
Coordenador Atual: Wanderley Ferreira de Amorim Junior, Dr.

HISTÓRIA

1998: Formação da primeira equipe na antiga UFPB. Teve como elemento motivador à apresentação do mini Baja “Carcará”, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, exposto numa feira de tecnologia ocorrida no município de Campina Grande, à época. Neste referido ano, a equipe conseguiu levar o veículo para competição nacional. Contudo os resultados não foram bons devido a falhas mecânicas, no que impossibilitou à conclusão da prova de enduro

2000: A mesma equipe de 1998 aperfeiçoou e projetou dois novos veículos. Tendo participado um total de 63 equipes, a equipe PARAIBAJA obteve as seguintes classificações, referente à prova de enduro: Carro 1 (mais antigo, porém melhorado) conseguiu a 32ª colocação e o Carro 2 (recém construído) conseguiu a 20ª colocação.

2001: Neste ano surgiram dificuldades por motivos financeiros e um reduzido número de alunos que decidiram reabilitar a equipe, fizeram com que os novos integrantes admitidos concentrassem esforços na melhoria dos carros 1 e 2. Realizaram algumas modificações na sua estrutura e resolveram utilizar novamente os mesmos carros construídos no ano de 2000. Este feito possibilitou os seguintes resultados: Carro 1 ficou na 62ª posição e Carro 2 ficou na 11ª colocação.

2002: Novos problemas de ordem financeira comprometeram o desenvolvimento de um novo protótipo. Desta forma, procurou-se efetuar mais otimizações no Carro 2, como medida de adequação aos poucos recursos disponíveis para o desenvolvimento do projeto.

2002: Novos problemas de ordem financeira comprometeram o desenvolvimento de um novo protótipo. Desta forma, procurou-se efetuar mais otimizações no Carro 2, como medida de adequação aos poucos recursos disponíveis para o desenvolvimento do projeto.

2003: A equipe PARAIBAJA passa a representar a Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. No entanto os problemas de ordem financeira continuam, ou seja, não se dispõe de recursos para o desenvolvimento de um novo protótipo. Pensando nisso, o coordenador do projeto decidiu definir dois objetivos para este, onde era preciso ter um protótipo que andasse entre os 20 primeiros e chamasse a atenção do público pelo seu design. Os resultados obtidos com este protótipo foram bastante satisfatórios já que o mesmo conseguiu ficar em 18º na prova de enduro de um total de 83 protótipos. O protótipo foi considerado pela organização o de melhor design entre todas as competições nacionais.

2007: Houve a reativação do Projeto Mini Baja na UFCG. Desde então a nova equipe concentrou esforços em pesquisas. Foram feitas algumas modificações internas, como por exemplo: mudanças na logomarca, na organização, no nome do protótipo e da equipe, passando a se chamar Equipe Parahybaja.

2010: Hoje, a equipe é formada por estudantes dos cursos de Engenharia Mecânica, Desenho Industrial e Engenharia Elétrica que, durante os últimos três anos concentraram esforços em pesquisas e estudos sobre concepção de um Baja. Os preparativos para construção de um novo protótipo teve início no último trimestre do ano 2009. A mais nova equipe da XVI Competição Baja SAE Brasil, equipe Parahybaja, ficou na prova de enduro, com a 22ª (vigésima segunda) colocação e 38ª (trigésima oitava) na colocação geral dentre 66 (sessenta e seis) competidores. Mediante os recursos disponíveis, que ficou em torno de 10% em comparação as equipes consideradas de ponta, este resultado foi satisfatório para todos os membros.